comunicacao@ctazm.org.br

Nota de Solidariedade do GT Mulheres da ANA

Reafirmamos nossa luta cotidiana contra todas as formas de violência e somamos nossa voz ao clamor das mais de cinco mil agricultoras que hoje marcham por justiça à Marielle e contra o racismo.

Expressamos também nossa solidariedade às mulheres da Via Campesina, que estão em jornada de lutas, e repudiamos a truculência da Polícia Militar de Minas Gerais contra as manifestantes que ocuparam a ferrovia da Vale, em denúncia aos crimes da empresa em Brumadinho e em memória de Marielle.

De acordo com o MAM – Movimento Pela Soberania Popular na Mineração, a polícia reprimiu o protesto desde o início, apreendendo as pequenas cruzes de madeira que as manifestantes levavam para homenagem aos mortos. Os policiais desferiram bombas e tiros com objetivo de liberar a passagem para o trem de minério, ocasionando o ferimento de 11 pessoas (10 mulheres e um homem ), que foram encaminhadas para o Hospital Municipal de Sarzedo.

Resistimos a todas as tentativas de silenciamento de nossas vozes e permanecemos encorajadas e unidas, enfrentando todas as formas de violências!

“Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres!”

 

Autor: Grupo de Trabalho das Mulheres da Articulação Nacional de Ag

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000