comunicacao@ctazm.org.br

Padaria Comunitária é inaugurada em Acaiaca (MG)

Foi inaugurada na tarde do dia 19/05, na comunidade do Maracujá, em Acaiaca-MG, a Padaria Comunitária “Quitutes do Maracujá”. Estiveram presentes agricultores e agricultoras familiares do município, representantes do poder público, lideranças sindicais, além de técnicos da Emater e do CTA-ZM.

Na cerimônia de abertura discursaram algumas pessoas que contribuíram diretamente para a construção da padaria, como Efigênia Marco, que atualmente é coordenadora da Comissão de Mulheres de Acaiaca. “É muito bom quando a gente encontra pessoas e parceiros na nossa caminhada com esse olhar da agroecologia. Se você produz, mas não tem incentivo e onde entregar, você acaba desistindo. Essa padaria é uma grande oportunidade para todos nós” enfatizou. Após esse momento, os participantes do evento puderam conhecer as instalações internas do estabelecimento. Por fim, houve uma mesa da partilha agroecológica com direito a feijoada, pães, doces, sucos, café, frutas e demais quitandas.

Ângela Goulart, diretora da Cooperativa da Agricultura Familiar Solidária de Acaiaca (COOAPRA) ressalta que a intenção da padaria é gerar renda para as agricultoras familiares locais, comprar matéria prima dos próprios agricultores (as) da comunidade e diminuir o êxodo rural, estimulando as pessoas a ficarem no campo. “Fico feliz em dividir esse momento com tantos parceiros que nos ajudaram a construir este sonho. Há muito trabalho pela frente, mas um importante passo foi dado. Esperamos que o mais breve possível os produtos possam ser processados e comercializados”.

A iniciativa que contempla mais uma etapa vitoriosa de toda comunidade do Maracujá, teve o apoio das seguintes entidades: Associação Regional Escola Família Agrícola Paulo Freire (AREFAP), Associação dos Artesãos Produtores Rurais de Acaiaca (AAPRA), Comissão de Mulheres de Acaiaca, Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Acaiaca, Emater-MG, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), Prefeitura Municipal de Acaiaca, Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) e COOAPRA.

Por dentro da história...

“Nem tudo foi fácil”, afirma Dorvalina Maria Batista, agricultora familiar que idealizou e escreveu o Projeto Profissional do Jovem (PPJ) intitulado: “Padaria Comunitária do Maracujá”, quando ainda era estudante da EFA Paulo Freire, em 2007. Dorvalina reitera que de lá para cá houveram muitas reuniões, demandas, desafios, resistência por parte de algumas pessoas, porém a vontade de fazer acontecer foi maior. “Assim, conseguimos pouco a pouco mobilizar pessoas e entidades empenhadas que acreditaram no projeto. As mulheres merecem muito destaque, pois são elas que tomaram a frente das ações articulando encontros, pautas e liderando importantes grupos para que tudo saísse do papel e fosse para a prática”.

Paulo Júnior, que integrou a equipe técnica do CTA-ZM, participou de boa parte deste processo. Ele afirma que em 2013, através do “Projeto Cooperar: Superando desigualdades de renda” (financiado pelo Programa Petrobras Socioambiental) foram adquiridos equipamentos para a produção de panificados e polpas de frutas, além de um veículo 0 km. Já no ano seguinte, com a aprovação de um projeto via Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) e Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), 70 mil reais foram captados para o início das obras, já que a prefeitura havia cedido o terreno e a mão de obra. Sendo assim, em 2017, a COOAPRA intercalou diálogos com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e com o CTA e o resultado da parceria foi um montante de 20 mil reais, utilizado para concluir a obra.

Breno de Mello Silva, um dos coordenadores do CTA, pontuou que o momento é único e importante pelo fato da iniciativa proporcionar mais oportunidades e geração de renda para as agricultoras familiares de Acaiaca. Breno também destacou o trabalho da ONG na região, que sempre incentiva a agricultura familiar. Vale ressaltar que o CTA realiza atividades com agricultores e agricultoras familiares de Acaiaca desde 1994.

Autor: Weliton Mateus
Fonte: (Imagem: Weliton Mateus)

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000