comunicacao@ctazm.org.br

Reunião do Movimento de Mulheres promove formação política para lideranças da região

A reunião do Movimento de Mulheres da Zona da Mata e Leste de Minas (MMZML) ocorreu nos dias 30 e 31 de maio na cidade de Divino (MG). Com o objetivo de desenvolver e fortalecer a autonomia das mulheres, o encontro contou com diversas atividades e oficinas para debater as estratégias do movimento e encorajar ainda mais as mulheres a enfrentarem o cenário atual. Durante o encontro produtos foram comercializados, ocorreram trocas de sementes e sorteio de brindes com produções levadas pelas próprias agricultoras.

No primeiro dia, as representantes dos municípios socializaram quais trabalhos estão sendo realizados e de que forma o Movimento de Mulheres tem atuado em suas regiões. Após esse momento, as pesquisadoras Liliam Telles e Camila Alvarenga (colaboradoras do CTA-ZM) apresentaram para as agricultoras os resultados da sistematização dos trabalhos com as cadernetas agroecológicas em várias regiões do país. Também foram discutidas a importância do Polo Agroecológico da Zona da Mata, além do Sistema Participativo de Garantia da Produção Orgânica (SPG) que está sendo constituído na região.

Após a mística de abertura, o segundo dia de atividades começou com uma oficina sobre Fake News - mediada pela técnica Wanessa Marinho e a estagiária Lara Viana, do CTA-ZM. Na oficina as mulheres conversaram sobre o que são essas notícias falsas, quais perigos podem apresentar para o movimento agroecológico e o que cada uma pode fazer para identificar e combater a desinformação, tão presente nos dias de hoje e muito em função do uso das redes sociais.

Para a agricultora Deliane Oliveira, a oficina sobre Fake News foi muito proveitosa. Além de aprender várias informações que não sabia, ela agora vai transmitir esse conhecimento para outras pessoas que não puderam participar. “A gente não pode ler só a manchete e compartilhar, porque às vezes a gente acha que é verdade, mas não é. Tem que ler a matéria direitinho pra saber se é Fake News ou não”, ela destaca como principal aprendizado.

Após a oficina, a professora e cientista política Daniela Rezende (do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Viçosa) realizou uma formação política com as agricultoras sobre candidaturas locais e o fortalecimento do movimento de mulheres a partir da política nas cidades. Daniela ressaltou que a representatividade das mulheres na política é muito importante pois são elas que irão levantar pautas e lutar pelos próprios direitos.

A agricultora Maria Eliete Rufino, uma das mobilizadoras do MMZML, acredita que esta reunião superou as expectativas. “Teve muita pauta, a gente conseguiu fazer vários encaminhamentos e dar um pontapé muito bom pras próximas atividades”. Sobre o espaço de formação política, Eliete avalia que a participação da professora Daniela foi muito valiosa por trazer elementos práticos para o debate. “É importante incentivar e fortalecer a entrada das mulheres na política. A questão não é apenas ser candidata, é preciso entrar pros diretórios, partidos e assumir o seu papel”, disse.

Para Sônia Aparecida de Souza, que também é mobilizadora do MMZML, este encontro “deu um novo gás” para o movimento e “engatou outro ritmo” para as agricultoras. “Acho que agora nós vamos caminhar bem. Tem várias atividades previstas nos municípios e tem também Troca de Saberes em julho e Marcha das Margaridas em agosto. Isso vai dar uma movimentação muito boa para as mulheres”, avalia.

De acordo com Sinthia Oliveira, técnica do programa Mulheres e Agroecologia, “O Movimento de Mulheres da Zona da Mata e Leste de Minas é um espaço onde as agricultoras de diversos municípios e comissões de mulheres se reúnem e colocam suas pautas de luta em discussão, a fim de traçar estratégias para enfrentar os diversos obstáculos e preconceitos no meio político, social e familiar”. Além disso, o encontro é muito importante pois “é um espaço de fortalecimento e empoderamento para que seus direitos sejam respeitados, seu trabalho valorizado e que suas vozes ecoem em todos os espaços de decisão”.

Autor: Lara Viana

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000