comunicacao@ctazm.org.br

13ª edição da Troca de Saberes será realizada entre os dias 13 e 19 de agosto na UFV

Com os tambores ao sol para aquecer e o tema “Curar, levantar e resistir: em memória daqueles que partiram” acontece na próxima semana, entre os dias 13 e 19 de agosto, a 13º edição da Troca de Saberes. Encontro que reúne agricultoras e agricultores familiares, juventude rural, indígenas, quilombolas, crianças, estudantes, professoras, professores, técnicas e técnicos (de vários estados do Brasil) no gramado escola da Universidade Federal de Viçosa (UFV) – em frente ao Edifício Arthur Bernardes.

Para Willer Barbosa, professor da UFV e um dos coordenadores da Troca, será um momento precioso e de muita alegria, um espaço de encontros, formulação de plataformas e de agendas, como a que ele já compartilha conosco na conversa: “Vamos pautar um encontro inter-religioso na Troca, na tentativa de chamar a espiritualidade e a força da fé para debater a problemática da fome e da desigualdade social. Também vamos seguir os dias de trabalho, buscando no ato público, consolidar políticas públicas”.

Programação

Durante os dias serão realizadas: a assembléia do Sistema Participativo de Garantia (SPG - Floriô); e prosas com movimentos sindicais; com mulheres agricultoras, indígenas, quilombolas; e com o movimento negro.

Além disso, haverá conversas com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e com as juventudes das Escolas Família Agrícola (EFAs), da Pastoral da Juventude Rural (PJR) e da Escolinha Sindical.

Fernanda Estevão, agricultora familiar agroecológica e coordenadora geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais no município de Espera Feliz (MG), compartilha sua expectativa em relação ao encontro, enquanto um momento de fortalecimento da agricultura familiar e da agroecologia: “A nossa mãe terra grita por saúde. Nós, trabalhadores e trabalhadoras, gritamos por saúde. E só através dos movimentos sociais, das discussões que fazemos, do empoderamento que damos para as mulheres e os jovens que a gente vai conseguir alcançar esse objetivo nosso tão sonhado de ter a agroecologia dentro das casas e nos nossos quintais”, completa.

Também serão realizadas, durante toda a programação do evento, manifestações culturais, troca de sementes e a “Troquinha” (espaço destinado às crianças, com atividades de arte-educação desenvolvidas pelos projetos Curupira e Conviver do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata, CTA-ZM).

A Troca de Saberes é construída de forma coletiva pelo Núcleo de Educação no Campo e Agroecologia (ECOA-UFV) com o apoio da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP-UFV), do CTA-ZM e de várias organizações da Zona da Mata Mineira, como sindicatos e cooperativas da agricultura familiar, e movimentos sociais.

Para saber mais acompanhe as mídias sociais da Troca de Saberes aqui

Autora: Michele Sotero
Fotos: Acervo da Troca de Saberes

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000