comunicacao@ctazm.org.br

Campanha Periferia Viva cria rede de solidariedade na Zona da Mata

 

Outra pesquisa mostra que 19 milhões de brasileiros estão passando fome, sem saber o que vão comer na próxima na refeição por não ter dinheiro suficiente para comprar alimentos. Nesse cenário, diversos movimentos sociais têm se mobilizado em solidariedade a essas pessoas, e a Campanha Periferia é um exemplo desse enfrentamento.

A campanha, que é nacional, começou as articulações na Zona da Mata em julho de 2020 e já distribuiu mais de 15 toneladas de alimentos nos municípios de Viçosa, Teixeiras, Paula Cândido, Pedra do Anta, Ubá, Muriaé, Manhuaçu e Manhumirim.

Só em Viçosa mais de 50 famílias foram beneficiadas com 246 kits de alimentos adquiridos da agricultura familiar. A Campanha Periferia Viva também tem como objetivo auxiliar as agricultoras e agricultores familiares na comercialização, uma vez que a pandemia prejudicou as vendas em feiras livres, por exemplo.

Em Viçosa, famílias agricultoras da comunidade quilombola do Buieié, dos Nobres e do Pau de Cedro fornecem alimentos para a Campanha. Em Paula Cândido, os alimentos são comprados de agricultoras das comunidades de Airões e Morro do Jacá.

Como a Campanha funciona:

As organizações responsáveis recebem doações em dinheiro das pessoas, organizações sociais, sindicais, igrejas e empresas que desejam colaborar com a rede de solidariedade. Os recursos recebidos são usados na compra de alimentos saudáveis, diretamente da agricultura familiar agroecológica da região e distribuídos às pessoas em situação de vulnerabilidade social.

O Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata (CTA-ZM) é uma das organizações à frente da Campanha Periferia Viva regional e o técnico da entidade, Daniel Neves destaca a relevância dessa rede para todos os envolvidos.

“Nós do CTA-ZM entramos na campanha em setembro de 2020 apoiando com estrutura, comunicação, equipe técnica para operacionalizar, recurso financeiro e logística. A Campanha reduz os impactos da pandemia sobre as vendas de agricultores e agricultoras e, em alguns casos, foi a primeira oportunidade de comercialização para essas famílias. Além disso, a Campanha evidencia a importância da agricultura familiar agroecológica para garantir a segurança e a soberania alimentar da população”.

Como doar

A campanha seguirá por tempo indeterminado, e os interessados em colaborar podem fazer suas doações por depósitos bancários ou transferências por PIX ou PicPay. Todas os dados para as transações estão disponíveis no perfil da Campanha Periferia Viva no Instagram: @periferiavivazm

Na região, além do CTA-ZM, fazem parte da construção dessa Campanha: Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM), Levante Popular da Juventude, Rede Raízes da Mata, Movimento Quem Luta Educa, Escola Nacional de Energia Popular (Enep), Pastoral da Juventude Rural, Consulta Popular, Núcleo de Educação do Campo e Agroecologia (ECOA-UFV), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Nós Nós, União Nacional por Moradia Popular, Central de Movimentos Populares (CMP), Coopaf Muriaé, Comissão de Enfrentamento à Mineração na Serra do Brigadeiro, Rede Sabor e Saúde da Serra e Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE/MG)

Autor: Lílian Moura

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000