comunicacao@ctazm.org.br

Trabalho das mulheres é valorizado em ação de distribuição de alimentos

Quase 1 milhão de mulheres vivem no campo segundo o último Censo Agro (2017), e valorizar o trabalho feiro por elas nesse espaço é um dos propósitos do CTA-ZM. Em diversas ações a Organização busca apoiar o desenvolvimento de iniciativas que proporcionem atividades geradoras não só de renda, mas também de autoestima, independência e empoderamento.

Entre as 21 toneladas de alimentos distribuídos pelo CTA-ZM com apoio da Fundação Banco do Brasil em Viçosa (MG) estão os produtos feitos na cozinha comunitária na Comunidade Barbosa em Sem Peixe (MG) e na padaria comunitária do distrito Maracujá em Acaiaca (MG).

Mais que boas receitas de biscoitos e rosquinhas, essas mulheres tiveram a possibilidade de compartilhar o resultado de conquistas possíveis a partir do trabalho coletivo. A cozinha e a padaria comunitárias representam para elas novas perspectivas e sonhos cada vez mais possíveis.

 Na cozinha “Unidas pelos sabores” foram produzidos 400kg de rosquinhas que antes de chegar a casa das famílias beneficiadas com os alimentos agroecológicos, fortaleceram a comunidade, em Sem Peixe. “O projeto acessado pelo CTA, foi uma oportunidade nesse momento difícil onde estávamos sem comercializar”.

Ter o trabalho reconhecido é uma satisfação para todas as envolvidas que se sentem agradecidas pelo reconhecimento, como a jovem Rafaela Cenack “Participar da cozinha foi muito bom e produtivo, esse projeto de Viçosa é transformador para muitas pessoas e nesse momento de pandemia ajudou a centenas de famílias. Para mim foi gratificante fazer parte”.

 A preparação dos “Quitutes do Maracujá” na padaria comunitária também fica por conta das mulheres. Em cada uma das 1000 cestas distribuídas em Viçosa teve um pouco delas. “Trabalhamos muito para darmos conta da produção. Foi grande a quantidade de produtos feitos por oito mulheres com todo carinho e dedicação”, explicou Marlene Silva Chagas.

Ela conta que entre as trabalhadoras existem muitas mães com filhos pequenos que encontram na padaria um espaço importante para elas e para a família. “O apoio do CTA nos fortalece muito, e ficamos felizes em estar juntos também nessa ação. Infelizmente essa pandemia existe e preocupa o mundo inteiro, mas nos alegramos em saber que os Quitutes do Maracujá vão chegar a tantas famílias nesse momento difícil”.

"Quitutes do Maracujá"

 

A AÇÃO 

O investimento social de R$ 116 mil reais da Fundação Banco do Brasil permitiu que, até o final de junho, o CTA distribuísse 1.000 cestas básicas agroecológicas, em diferentes bairros da cidade, atendendo às necessidades de 500 famílias. A ação beneficiará cada família com duas cestas.

Esta ação possibilitou geração de renda para as famílias agricultoras e chegada de alimentos saudáveis e sem veneno às famílias da cidade. Para isso o CTA-ZM contou com o apoio do BB Seguros e do Banco BV (empresas do conglomerado Banco do Brasil), além da cooperativa de crédito Cooperforte, que destinaram recursos à Fundação Banco do Brasil para ações de assistência social, prevenção e combate à pandemia de Covid-19.

Uma rede de solidariedade é fundamental para realizar um trabalho como esse, além da importante contribuição das famílias agricultoras da Zona da Mata mineira, o CTA conta também com o apoio dos parceiros ActionaId, Rede Raízes da Mata e a ASAV que cedeu espaço para o recebimento dos alimentos e montagem das cestas.

Autor: Lílian Moura

Onde Estamos


CTA - Zona da Mata

Sítio Alfa - Violeira - Zona Rural

Caixa Postal 128

CEP: 36.570-000

Viçosa-MG

TelFax: (0xx31) 3892-2000